Bebê

Nomeando festa em vez de batismos?


Dar um nome à criança é um evento importante em todas as famílias. Não basta registrar seu nascimento no cartório. Em muitos círculos, ainda é considerado dever dos jovens pais batizar um filho, ou seja, incluí-lo simbolicamente na comunidade de crentes.

Os batismos estão fortemente associados à tradição polonesa. Não é de surpreender, portanto, que tanto as pessoas profundamente religiosas quanto as que não sentem uma conexão tão forte com a igreja tenham filhos para o batismo.

Para aqueles que rejeitam explicitamente a possibilidade de batizar uma criança, foi estabelecida a tradição de organizar uma festa de nomeação. Como você pode imaginar, a ideia nasceu no Ocidente.

A parte que nomeia é aquela que dá um nome à criança. Isso não é popular em nossa cultura umbilical, que geralmente é organizada por um pai recém-assado quando a mãe da criança está no hospital, mas serve como uma festa de batismo, para a qual a família e muitas vezes os amigos são convidados. Além da mesa ricamente preparada, álcool, bolo e bolo, a criança desempenha o papel principal nesse evento e a reunião ocorre de maneira semelhante aos batismos populares.

No entanto, existem algumas diferenças. A festa de nomeação não é precedida de uma cerimônia na igreja. Durante a reunião, o nome da criança é revelado. Pela primeira vez, sua família os conhece.

Não apenas os membros da família, mas também os amigos e conhecidos são convidados para a festa de nomeação. O evento é menos formal. Alguns pais do oeste decidem escolher um tema e organizar uma reunião na qual ele terá um significado especial.

Uma festa com um nome pode ocorrer em uma variedade de estilos, por exemplo, tradicionalmente em combinação com o jantar, ou uma reunião é agendada à noite, incluindo uma degustação de bebidas. A festa de nomeação ocorre em casa, nas instalações ou no jardim. Alguns também escolhem uma espécie de "padrinhos", ou seja, guardiões especiais da criança.

Uma parte de nome pode substituir as partes de batizado? É provável que essa tradição seja adotada em nossa sociedade, onde o batismo ainda é considerado uma responsabilidade dos pais? Essa tradição não surgiu à força? O que você acha

Vídeo: 3 FORMAS CRIATIVAS DE CONVIDAR AS MADRINHAS DO SEU BEBÊ. Kathy Castricini (Setembro 2020).