Notícia

Cada terceira gravidez termina com um aborto!

Cada terceira gravidez termina com um aborto!



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Pesquisadores do Instituto Guttmacher, nos EUA, na revista médica "The Lancet" publicaram estatísticas sobre o número de abortos. Eles mostram que 30% das gestações europeias terminam em aborto. A maioria dos abortos é realizada na Europa Oriental.

Os pesquisadores observam que a taxa de tratamentos realizados em 1995-2003 de 35% caiu para 29%. Por sua vez, em 2008 esse valor foi de 28% e nos anos seguintes se estabilizou nesse nível. Números secos não são tudo, é claro. Além da escala óbvia e aterrorizante do fenômeno, é importante notar que o número de tratamentos realizados em condições terríveis está aumentando. Não faltam procedimentos perigosos (mesmo mulheres com risco de vida) que são realizados em países em rápido desenvolvimento, onde o acesso à contracepção é difícil.

Além do aumento no número de abortos, os cientistas notaram um aumento no número de abortos (hoje 49%)


Vídeo: Turma do STF descriminaliza aborto no 1º trimestre da gravidez (Agosto 2022).