Público

Problemas ortopédicos nos dedos dos pés das crianças

Problemas ortopédicos nos dedos dos pés das crianças


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Os problemas nos pés das crianças não se restringem apenas à forma do pé ou mesmo à forma como é suportado. Os dedos também podem sofrer malformações ou distúrbios.

No nosso site informamos quais são os principais problemas ortopédicos que as crianças podem ter nos dedos dos pés.

1. Sindactilia: É chamada de fusão dos dedos dos pés, que pode ser parcial, total, simples (somente pele) ou complexa (inclui nervos, vasos sanguíneos). O raio-X ou o tratamento geralmente não são necessários. Se houver dificuldade no crescimento dos dedos ou surgirem problemas com o calçado, deve ser avaliado pelo ortopedista e pediatra.

2. Polidactilia: É uma deformidade frequente com tendência hereditária, geralmente atinge o quinto (mínimo) dedo. Como na sindactilia, podem ser simples, envolvendo a pele ou falange (um pedaço de osso do dedo) ou complexas, sendo bem desenvolvidas com seus tendões e vasos sanguíneos.

Para seu tratamento, a presença de outras anormalidades deve ser afastada com uma radiografia comparativa de ambos os pés. Se for acúmulo de pedaços de pele ou dedo rudimentar sem função, pode ser costurado com sutura de seda no nascimento.

Para dedos adicionais completos, a remoção cirúrgica é recomendada entre os seis meses e um ano de idade.

3. Dedos de “sobreposição” ou “garra” ou “martelo”: Consiste em posições anormais dos dedos (montados ou encolhidos) cujo tratamento passa por corretores ortopédicos mas que no pior dos casos e melhor resultado é a correção com cirurgia.

4. Hallux valgus ou "joanetes": é uma alteração frequente em adolescentes. Associado mais às mulheres do que aos homens, uma vez que o uso de salto alto e de bico fino favorece. O primeiro dedo do pé (dedão) está enfiado "para dentro", projetando-se para fora de sua base, onde parece haver uma protuberância dura, vermelha e dolorida. Nestes casos, é aconselhável o uso de calçados bem ajustados, com biqueira larga e, às vezes, um aparelho ortopédico que impeça sua evolução. Nos casos mais graves, em que há dor, você pode optar por realinhar cirurgicamente o dedo.

5. Em relação à ausência de um dedo, o dedo ausente deve ser avaliado para definir o tratamento adequado. Se for o primeiro dedo do pé (dedão), pois sua ausência afeta a marcha e o equilíbrio do corpo, será complementado no calçado com uma palmilha especial preenchendo essa lacuna. Como a ausência dos dedos refere-se aos mais externos, menos importante ela tem para a marcha e menos o tratamento correspondente.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Problemas ortopédicos nos dedos dos pés das crianças, na categoria Ortopedia e traumatologia presencial.



Comentários:

  1. Nigis

    É a informação valiosa

  2. Colson

    Bagatelas!

  3. Tokus

    Exatamente o que é necessário. Juntos, podemos chegar à resposta correta. Tenho certeza.

  4. Macario

    Surpresa agradável

  5. Victorino

    me nra) boa ideia.

  6. Goltikasa

    Você está errado. Vamos discutir. Envie -me um email para PM.



Escreve uma mensagem